GRAPPA
Endereço: Rua Acácia De Paula 660 Cândida Câmara Montes Claros (MG)
Telefones: 3832229433
Responsável: Célia
Reconhecimento Municipal: Sim
Reconhecimento Estadual: Sim
Reconhecimento Federal: Em Andamento
Auxilia Todos


Finalidade
Apoio a adultos, idosos, crianças e adolecentes vivendo e convivendo com HIV/Aids
Atividades
Atendimento psicossocial de pessoas vivendo e convivendo com HIV/AIDS
Sobre

 

O GRAPPA desde a sua criação em 1992 trabalha com prevenção e apoio aos portadores do vírus HIV e doente de AIDS. Este trabalho se dá com apoio psicossocial, visita hospitalar e domiciliar, reuniões de convivência mensal com familiares, atividades de entretenimento e socialização com amigos e familiares, almoço solidário todos os dias, encaminhamento para exames e orientações sobre as informações claras dos serviços de saúde, aulas de reforço escolar para crianças e adolescentes, aula de artesanato para crianças, adolescentes e adultos, aula de dança para adolescentes, acolhimento às crianças HIV+ oriundas de outros municípios vizinhos que precisam de tratamento fora de domicílio.  Além disso, são realizadas campanhas de prevenção tanto com os portadores de HIV/AIDS quanto com a população em geral (em Montes Claros e várias cidades do Norte de Minas).

A região do Norte de Minas apresenta um quadro de extrema desigualdade social, com alto índice de desemprego. As crianças portadoras de HIV/AIDS, cadastradas na entidade, são em sua maioria órfãos e/ou filhos de pais desempregados ou de baixa renda e estão submetidos a preconceitos e discriminações constantes. Portanto, o GRAPPINHA visa elevar a auto-estima e propiciar às suas crianças uma melhor qualidade de vida. Hoje contamos com 170 crianças (de três meses a 18 anos) cadastradas na entidade, vivendo e convivendo com HIV/AIDS, sendo 40 em tratamento.

PARCEIROS:

 SECRETARIA DE ESTADUAL ESPORTE E JUVENTUDE, CONSELHO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, SECRETARIA ESTADUAL ANTIDROGAS, CONSELHO TUTELAR, CAAD, SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA, ADEMOC, CONAB BH, APAE MONTES CLAROS, HOSPITAL UNIVERSITARIO CLEMENTE FARIAS, UNIMONTES, BANCO NORDESTE, SESC MONTES CLAROS.

 

Desde 2003 a instituição desenvolve um trabalho específico com crianças e adolescentes com HIV/AIDS e órfãos da AIDS, que consistia apenas na execução de oficinas.  A partir de 2007 o GRAPPINHA através de uma parceria com o Programa estadual DST/AIDS teve suas atividades ampliadas o que melhorou consideravelmente as ações para esta população específica na região anteriormente citada. No decorrer do desenvolvimento do GRAPPINHA, sentiu-se a necessidade da intervenção de uma equipe técnica, visando garantir uma proposta preventiva e interventiva que contemplem a população – alvo com atendimento grupal e individual, apresentações temáticas de vídeos, debates, palestras e discussões, encaminhamentos para a rede de serviços, programas existentes no município etc., visando sempre o protagonismo infanto-juvenil e a saúde integral. O GRAPPINHA é desenvolvido na cidade de Montes Claros e região e atende crianças oriundas das 58 cidades próximas, sendo tais crianças cadastradas no GRAPPA e vivendo em situação de pobreza e/ou exclusão social.

 

OBJETIVO DO GRAPPINHA:

 

Acolher crianças vivendo e convivendo com HIV/AIDS, promovendo ações que visem o bem estar destas crianças e proporcione alimentação adequada, acomodações, material pedagógico, brinquedos, fraldas descartáveis, monitoramento das crianças na entidade, acompanhamento a exames médicos, ambulatoriais e hospitalares, noções básicas de higiene, apoio social, cultural, psíquico e fonoaudiólogo, reforço escolar, esclarecimentos as pessoas que integram o ambiente da criança (como cidade, escola, bairro) na intenção de melhorar a convivência e reduzir os atos de discriminação; apoio jurídico às denúncias de negação de tratamento por familiares e por maus tratos. Meios de transportes para encaminhamentos a tratamentos em geral. Promover o resgate, a conquista, o exercício da cidadania e a auto-estima. Desenvolver ações que favoreçam o fortalecimento das relações familiares. Promover condições e estratégias que lidem, ludicamente, com aspectos referentes ao processo de saúde e aprendizagem. Melhorar os laços familiares para que os vínculos não sejam rompidos.

O GRAPPA funciona como casa de apoio desde 2004, recebendo usuários para tratamento de 58 municípios do Norte de Minas. Este acolhimento consiste em acomodações para dormir e alimentação enquanto sua estadia na entidade. Por tanto a instituição funciona todos os dias da semana durante vinte e quatro horas